´´Na minha opinião existem dois tipos de viajantes: os que viajam para fugir e os que viajam para buscar.`` - Érico Veríssimo


É de madrugada.O sol ainda não nasceu, poderia ser de noite se você não tivesse espiado o relógio na esperança de poder dormir um pouco mais.Você levanta com uma força de vontade que não imaginava ter e consegue se arrastar para fora da cama. A mala que demorou horas para ser fechada provavelmente está lotada de coisas inúteis,como aquele casaco que você colocou porque jurava que poderia esfriar mesmo que o lugar para onde vai não veja uma frente fria há meses. A mala é mais pesada do que você esperava.

Dentro do carro o tempo parece diferente,como se nada mais além daquele momento existisse. Você poderia estar viajando no tempo. Passado ou futuro. Rio de Janeiro ou New Jersey. Os quilômetros separam a realidade do que está por vir. Tudo parece inspirador, emocionante e novo, mesmo que não seja. Então a cidade fica pra trás e tudo o que você consegue ver é a imensidão da estrada se estendendo à sua frente. Contínua. Imensa.Infinita. Apenas adiante.

Agora nada mais parece tão ruim assim,os problemas ficam para trás,tudo o que importa é o que a estrada revela a cada minuto.O sol que entra pela janela do carro atinge o seu corpo e o calor faz com que o seu cabelo grude no pescoço,o vento forte entra pela janela aberta e as pernas ficam dormentes depois de tantas horas na mesma posição. Você já jogou todos os jogos que um dia fizeram parte de qualquer boa infância.Todas as músicas já foram ouvidas mais de cinco vezes e os assuntos já renderam conversas de todo tipo. O silêncio toma conta,e não é desconfortável, é acolhedor. De uma hora para a outra tudo se torna mais bonito,o verde que você costuma odiar será a foto que você irá revelar mais tarde,até o balançar do carro é reconfortante. Você já perdeu as contas de quantas vezes dormiu e despertou pensando que tinha finamente chegado. Alarme falso de novo.

Mas aí o destino chega de verdade. Câmera na mão pronta para registrar tudo. Há mais coisas do que você imaginou e de repente a sua lista já tomou um rumo totalmente diferente do planejado. Você perde a noção do tempo,na verdade todo o tempo do mundo não parece suficiente. Não há polaroids o bastante para contar a história toda. Acordar cedo e dormir depois da meia noite não é mais um prolema. Aos poucos a lista de destinos vai diminuindo até que você finalmente é obrigado a ir embora. Então uma outra versão sua entra no carro de novo,um ''você'' com histórias que vai repetir para todas as pessoas que conhecer por vários dias até que cada uma delas já saiba tudo de cor e precise te pedir para parar. Você vai descobrir coisas sobre você que não sabia. Não é só o biquíni que vai deixar marcas.

Então você percebe que no final das contas é o que você traz que realmente importa. A mala sempre volta mais cheia. E você descobre que a estrada é só o começo. O mundo é grande demais. Ainda tem muitos quilômetros pela frente.



2 Comentários

  1. Uma das melhores coisas da vida é viajar. E é verdade, nossa mala sempre volta mais cheia, seja de coisas materiais ou de experiências.

    Seguindo o blog, amei.
    Beijos,
    http://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viajar é maravilhoso. Que bom que gostou! <3
      Bjss

      Excluir

Vai sair sem deixar um recadinho?
Não faz isso não, sua opinião é muito importante.